Será que esta é a melhor hora para sair do Brasil?

Acabei de receber esta matéria sobre o Brasil de um amigo canadense que me pergunta se eu realmente acho que esta é a melhor hora para sair do país! Eu não sei responder já que imigrar acontece por diversos motivos e muitos subjetivos que nem tem a ver com a economia do país. Eu por exemplo vejo que o Brasil vem realmente crescendo e são tantas as oportunidades que penso em me clonar! Ainda assim eu mantenho um pé no Canadá.
A matéria mostra alguns lados do Brasil e acho que vale a pena assistir. Se tiver dificuldade em entender o inglês, bom, aí você deve procurar a NK Coaching e começar agora o seu programa de inglês, seja para imigrar ou para aproveitar as oportunidades que o Brasil tem a oferecer!

Assista a matéria clicando aqui ou abaixo.

IELTS e processo de imigração do Canadá!


Preparar-se é sem dúvida a chave do sucesso para qualquer empreitada que a vida nos oferece. Não seria diferente em relação a imigração!
Abaixo você vai ler o depoimento de um futuro imigrante que por duas vezes fez a prova do IELTS sem o preparo adequado e não conseguiu o resultado desejado. Após a segunda tentativa ele nos procurou e iniciamos um treinamento baseado em técnicas de coaching. O sucesso foi garantido! Passou no IELTS e conseguiu os pontos necessários para iniciar seu processo de imigração.
Além disso, preparamos seu resume de forma adequada ao padrão canadense. Na mesma semana em que ele postou o resume em um site de empregos canadense ele recebeu uma ligação do Canadá e fez uma entrevista via telefone. Obviamente ele também estava preparado para encarar a situação e ouviu do outro lado, vindo lá do norte, um feliz e satisfeito 'welcome to Canada!'.
Se você também quer viver essa experiência e ter sucesso ao imigrar antes mesmo de sair do Brasil; PREPARE-SE!

"IELTS um caminho sem volta....para quem se prepara

Hoje foi um dia especial, pois recebi meu resultado do IELTS , a ansiedade me consumia pois só quem faz e se prepara para esse teste sabe o que o mesmo significa.
Eram 10:00 da manhã do dia 03/12/2010 e em frente ao meu computador me sentia consumido pela ansiedade para ver o resultado de meu sonhado último IELTS antes de partir para o CANADA em breve.
Às 10:01 meu resultado estava em frente à tela me dizendo algo que eu tinha que ouvir...
Liguei para minha Personal Coaching Dani e ouvi dela o Welcome to CANADA.... pois havia alcançado o objetivo.
Logo depois a MJ me informava que estava apto para dar entrada no processo com inclusive um ponto a mais .....do que eu precisava....Unbelievable!
Esse na verdade não foi meu primeiro IELTS....foi meu TERCEIRO....
O que de fato houve nesse de diferente em relação aos outros IELTS realizados?
Foi minha excepcional preparação ...com a ajuda de uma profissional....
A condução de minha nova preparação iniciou-se no final de Agosto de 2010 com um foco e planejamento de me tirar o fôlego. Passo a passo fui ganhando qualidades no idioma que me auxiliariam para o terceiro confronto em Novembro.
Venho publicamente agradecer o sucesso no meu empreendimento...através desse fantástico trabalho desenvolvido pela Daniela Leite...sua expertise fez e continuará me fazendo a diferença.
São nos detalhes que geralmente o IELTS pega você, e a sua confiança no momento da avaliação dependerá de uma preparação com foco e bem orientada por quem já fez e conhece todo o processo até ouvir o Welcome to CANADA.
Daniela preparou ótimos materiais cuidadosamente focados em meu objetivo.
Não sei o que seria se ela não aparecesse na hora certa em meu caminho....
Aliás, confio na sabedoria popular que diz que quando o discípulo está pronto o Mestre aparece, e foi o que aconteceu comigo.
Reconheço a importância do Coaching para o IELTS como o diferencial. Mas essa preparação não me alavancou só para o IELTS, tenho recebido boas ligações de recrutadores do CANADA como resultado de um Resume aos modos canadenses...outro diferencial que já me distingue nesse processo.
Não vou parar por aqui...quero continuar meu processo preparando-me cada vez mais para logo em breve estar realizando meu grande ideal de trabalhar, viver e realizar alguns sonhos no hemisfério norte.
Dani... muito obrigado!
Conto com você ...conte comigo!

Adriano - Sociesc - Joinville - SC "

O coaching usa técnicas focadas nos objetivos de cada indivíduo e o ajuda a alcançá-los sejam eles do tamanho que forem!


Mudando a vida das pessoas!

Como se preparar para o IELTS!


Muitas pessoas sofrem apenas ao imaginar que terão que enfrentar uma avaliação ou prova. Um vestibular, concurso público, teste de proficiência e até para conseguir a carteira de motorista, são momentos que podem gerar uma ansiedade tão grande que chegam a causar o famoso 'branco' na hora H!
Eu realmente não tenho a fórmula mágica para resolver isso, porém digo, por experiência própria, que adquirir conhecimento, aprender os macetes da prova e na mesma proporção dominar a ansiedade, me ajudaram a conseguir as notas máximas no IELTS mesmo sabendo que eu tinha toda a responsabilidade para o sucesso da nossa imigração já que sou o sponsor.
Hoje, como COACH de futuros imigrantes eu vivo diariamente a angústia de cada um deles e me solidarizo com cada um de meus coachees. Eu sei que depois de um excelente preparo, serão bem sucedidos na prova, mas enquanto isso não acontece, os níveis de ansiedade tendem a subir!
Para ajudá-los um pouco, aqui estão algumas dicas para o IELTS.

Formato da prova

IELTS significa International English Language Test System e tem como objetivo analisar o nível de conhecimento de pessoas que precisam trabalhar ou estudar em países onde a língua mãe é o inglês. O teste é gerenciado em parceria com a University of Cambridge ESOL Examinations (Cambridge ESOL), British Council e IDP (IELTS Australia).
No momento este é o teste obrigatório para o processo de imigração do Canadá e que pode também ajudar o futuro imigrante a conseguir a pontuação necessária para aplicar para o processo.
O IELTS apresenta classificações de 1 a 9, sendo 1 non user e 9 expert user

Habilidades analisadas

O IELTS analisa as 4 habilidade no domínio do idioma: leitura, escrita, compreensão auditiva e oral, em duas área de conhecimento: acadêmico e geral.
Para a imigração o candidato deve apresentar o IELTS GENERAL TRAINING sendo que a nota depende da pontuação necessária na análise do consulado.

(eu sugiro uma consulta com a Maria João para saber exatamente suas chances de imigrar e a pontuação necessária no IELTS)

Tempo de prova

- Compreensão auditiva / listening: 40 minutos (para 40 questões), sendo 30 minutos de audio e 10 para a transferência das respostas para o cartão de respostas;
- Leitura / reading: 60 minutos (para 3 'sections' e 40 questões);
- Escrita / writing: 60 minutos (para 2 'tasks');
- Oral / speaking: em torno de 11 a 14 minutos (3 partes), tendo a prova o tempo máximo total de 2H54M

Entendendo cada módulo

Listening: são 40 questões (divididas em 4 'sections') iguais para candidatos que optaram pelo General ou Academic Training. As questões podem incluir múltipla escolha, respostas curtas, completar o diálogo ou texto, preencher diagramas, tabelas, completar sentenças, unir palavras e significados (matching) e classificar.
As perguntas ficam cada vez mais difíceis em cada 'section' e cada questão tem o mesmo valor apesar do aumento da dificuldade.
Antes de cada 'section' você terá 30 segundos para ler as questões e você deverá transferir as respostas para o cartão de respostas apenas ao final das 4 'sections'.

Reading: são 3 'passages' e um total de 40 perguntas. O reading é diferente para quem opta pelo Academic ou General Training. Nesta parte do teste você encontrará trechos de revistas, jornais, diários, livros e no caso do General Training propagandas ou anúncios.
Você não terá tempo extra para transferir suas respostas para o cartão de respostas devendo fazer isso dentro dos 60 minutos previstos.
Os textos também ficam mais difíceis em cada 'passage'.
As perguntas podem ser de múltipla escolha ou com respostas curtas de até no máximo 2, 3 ou 4 palavras.

Writing: da mesma forma que o reading, o writing é diferente para quem opta pelo Academic ou General Training. Aqui foco no General já que é a opção da grande maioria dos futuros imigrantes.
A primeira tarefa deve ser feita em 20 minutos e ter no mínimo 150 palavras. Não ultrapasse muito as 150 palavras, pois se corre o risco de perder pontos e ultrapassar o tempo disponível.
A segunda tarefa deve ser feita em 40 minutos e ter no mínimo 250 palavras.
Você pode optar por iniciar a tarefa 2 primeiro e vice-versa. Apenas mantenha em mente o tempo necessário para cada uma.
Com certeza os temas propostos no General Training são muito mais tranqüilos que no Academic.

Speaking: este módulo é igual para ambas as categorias de teste e é estruturado da seguinte forma:

Parte 1 - Introdução e entrevista - 4 a 5 minutos
Parte 2 - Conhecido por individual long turn é sem dúvida o pavor da maioria dos candidatos já que exige que o mesmo monologue por 1 a 2 minutos sobre um tema proposto pelo examinador. Esta parte demora entre 3 - 4 minutos já que é dado 1 minuto para o candidato fazer suas anotações sobre o tema sugerido preparando-se para falar.
Parte 3 - Two-way discussion: o examinador convida o candidato a conversar por mais alguns minutos sobre o tema proposto na parte 2. Tempo de 4 a 5 minutos interagindo com o examinador.

Mesmo sentindo-se confortável com o idioma, aconselho todos os candidatos a fazerem um preparatório específico para a prova do IELTS. O investimento na prova é de no mínimo R$ 435,00 (hoje), sem contar locomoção, e para alguns candidatos estadia, já que o teste não está disponível em todas as cidades brasileiras ou virtualmente. Não vale a pena correr o risco de fazer a prova não estando realmente preparado para ela!


Para saber como você se sairia se fizesse a prova hoje, entre em contato e agende um simulado gratuito.
Para saber como fazer para alcançar seu objetivo no IELTS e qual a nota que você precisa para imigrar entre em contato pelo e-mail nkcoaching@nkcoaching.com.br ou mande seu comentário aqui no blog.

Processo de imigração para o Canadá! Repercussão da palestra!

A palestra sobre o processo de imigração para o Canadá com a Maria João Guimarães e Unzipcanada em São Paulo no dia 1 de outubro de 2010 foi um grande sucesso.
Foi um imenso prazer receber todos vocês que participaram das palestras e que estão em fase de pesquisa ou já com o processo de imigração aberto.
Maria João e eu vamos organizar outras palestras em São Paulo e quem sabe em outras cidades do Brasil. Caso você não tenha conseguido participar desta vez, fique de olho aqui no Unzip ou no site da MJ Consultoria ou através da NK Coaching e não perca a oportunidade de participar da próxima! Lembre-se de agender-se com antecedência pois não garantimos a inscrição de última hora!

Leia a opinião de quem participou!

"Acabamos de voltar da palestra sobre imigração da Maria João.
Para quem não sabe, a Maria João é uma "autoridade" no assunto imigração, já que ela tem na bagagem 15 anos de experiência no consulado do Canadá em São Paulo. Recentemente ela deixou o consulado para abrir uma empresa de consultoria a candidatos à imigração.
Lá também estava a Nanny Kyrillos do Unzip Canada (http://unzipcanada.blogspot.com/), que também passou pelo processo de imigração e atualmente trabalha com intercâmbios, cursos de idiomas e acessoria de imigrantes (preparação para a chegada, para facilitar a adaptação).

A palestra foi muito boa, inclusive para quem, como eu, já está com o processo em andamento. Pudemos tirar várias dúvidas e ouvir um pouquinho da experiência delas, que é muito rica. Além de que foi muito bom finalmente ver um rosto por trás de um blog (passo tanto tempo pesquisando e buscando informações nos milhares de blogs, mas nunca tinha tido a chance de associar um rosto a essas "informações virtuais"). Foi bem interessante.

Resumo da ópera: pra quem está começando agora, aconselho muito buscar ajuda com essas pessoas experientes, que podem deixar seu processo menos estressante e evitar que você perca tempo e dinheiro fazendo escolhas erradas.
OBS: eu NÃO ganhei nada para fazer propaganda. Só estou aconselhando porque realmente acho que vale a pena. Pelo que pude ver o trabalho delas é muito sério e eficiente.

Por enquanto é só.
Beijos a todos,
Pati" - blog Pati e Temps

Durante o mês de outubro a NK Coaching oferece gratuitamente o simulado do IELTS via Skype com feedback da Cross-Cultural e Language Coach Daniela Leite. Para agendar entre em contato através do site: http://www.nkcoaching.com.br/

Palestra sobre processo de imigração para o Canadá. Últimas vagas!

Pessoal!
A palestra gratuita sobre o processo de imigração para o Canadá com a Maria João Guimarães será na sexta-feira dia 01 de Outubro de 2010 e as vagas estão quase acabando.
Algumas pessoas mandaram e-mail e receberam a ficha de inscrição que pede algumas informações, mas não respoderam. Se ainda interessadas, essas pessoas devem verificar a caixa de Spam para responderem ao e-mail de inscrição ou devem enviar outro comentário aqui no Blog.
Outras pessoas pedem informações, mas não mandam e-mail para contato e desta forma não tenho como responder!
Quem estiver interessado em participar da palestra, por favor, mande seu comentário aqui no Unzip com endereço de e-mail para resposta e desabilite o anti-spam.

Vejo vocês em breve!

Que tal acordar CANADENSE?

Se você pensa em imigrar para o Canadá e um dia acordar canadense você não pode perder a palestra gratuita sobre o processo de imigração que acontecerá em São Paulo no dia 1 de Outubro de 2010!
Durante a palestra você poderá tirar todas as suas dúvidas em relação a documentação, categorias de imigração e as leis vigentes!
Para um dia acordar CANADENSE você precisa primeiro imigrar para lá!



Para inscrever-se basta enviar um comentário aqui no blog com seu nome e e-mail e logo você receberá todas as informações necessárias para garantir sua vaga!

Palestra sobre processo de imigração com Maria João!

Palestra gratuita com Maria João Guimarães em São Paulo!
Saiba tudo sobre o processo de imigração para o Canadá!

Eu que passei pelo processo de imigração e já imigrei para o Canadá sei das dúvidas, angústias e dificuldades que surgem quando iniciamos o processo até o momento que arrumamos o primeiro emprego no Canadá.

Se eu pudesse ter a orientação de uma especialista antes de entrar com o processo no consulado e posteriormente de um coaching para sair do Brasil já preparada para minhas entrevistas de emprego e com meu currículo pronto tenho certeza que teria economizado tempo, dinheiro e principalmente energia emocional que nos consome nessas duas primeiras fases da empreitada.

Muitos são os blogs que falam sobre imigração e eu mesma recebo e mantenho contato com muitos candidatos a imigrante, mas nem todas as informações encontradas na internet ou mesmo contadas por amigos que já imigraram são corretas. O processo de imigração muda, a analise do perfil também e o que valia ano passado já não vale mais este ano.

Pensando nisso o Unzipcanada e a Maria João Guimarães (sim, a famosa e competente Maria João que por muitos anos analisou nossos processos no consulado canadense) trazem a você a oportunidade de saber tudo sobre o processo e sanar todas as suas dúvidas diretamente com quem por anos trabalhou como Immigrant Case Analyst para o consulado Canadense em São Paulo.

Nossa palestra será em São Paulo no dia 1 de outubro de 2010. A palestra é gratuita e tem vagas limitadas.

Para inscrever-se envie um post para o Unzipcanada com seu nome e email. Nós entraremos em contato com maiores informações como horários e confirmação da sua inscrição!

Os nomes e emails não serão publicados.

Aguardamos vocês!!!

Imigração segundo César Menotti e Fabiano!

Vale a pena ouvir!!! Será que eles pensaram na letra da música depois de conhecer imigrantes em suas turnês internacionais?! A única coisa que tenho certeza é que eles estão ligando para o Brasil usando um Calling Card!


Vote no melhor banheiro do Canadá!



Eu adorei a novidade que a super querida Paula Regina do Era do Gelo trouxe em seu blog. Adorei porque sou apaixonada por banheiros e vivo tirando fotos de banheiros que gosto. Sempre achei que um concurso para eleger o melhor banheiro da cidade deveria ser criado e aí vem a Paula com este post!
Eu ainda acredito que banheiro deveria chamar-se sala de banho ou quarto de banho (como em portugal) já que é assim que eu os imagino.
Quem acompanha o Unzip sabe que sou formada em dois cursos técnicos: design de moda (sou apaixonada por Project Runway) e design de interiores (onde descobri minha paixão por banheiros). Durante meu curso de design de interiores eu projetei o banheiro dos meus sonhos e a cozinha dos sonhos do meu marido que é o verdadeiro chef de final de semana. Meus projetos vem sendo atualizados conforme novas tecnologias vão aparecendo e um dia, quando o vírus dos itinerantes nos deixar e pararmos de mudar de uma cidade para outra, construiremos a casa dos meus projetos!
Mas voltando ao assunto banheiros no Canadá, eu de cara fiquei impressionada com o banheiro do aeroporto internacional de Toronto no terminal 1. Amplo, limpo e muito cheiroso. Nada de muitas novidades no que diz respeito a design ou cores, mas é extremamente funcional com um tipo de vending machine onde você encontra de absorventes a fio dental e pasta de dente.
No meu casamento eu tomei o cuidado de decorar os banheiros do buffet com flores e velas e disponibilizar potinhos com Engov, Aspirina, pasta e escova de dente descartável, Listerine de diferentes sabores e balinhas de menta para os convidados.
Outro banheiro que fiz questão de fotografar foi no Distillery District. O banheiro masculino da galeria de arte é incrível. Na foto abaixo dá para ter uma idéia, mas pessoalmente a impressão é muito bacana! Lógico que o marido vistoriou o banheiro tendo certeza de que não havia ninguém por lá para eu poder fotografar. Foi engraçado que um segurança olhou feio e veio verificar o que nós dois fomos fazer juntos no banheiro masculino e tenho certeza que ele até ficou decepcionado quando me viu tirando fotos....hahahahaha



Já em Amparo tem um spa charmosíssimo chamado Sant'Anna que aproveitou muitos dos móveis da fazenda onde se localiza para decorar os ambientes, incluindo os lavabos. Um deles é muito aconchegante com um armário de pia feito de uma cômoda com tampo em mármore.
Enfim, eu já votei no meu banheiro favorito no Canadá. Meu escolhido foi com certeza o banheiro do Metro Toronto Convention Centre já que acredito ser muito difícil manter tanta limpeza em um local tão movimentado.

Só tem uma coisa que fiquei pensando. Como serão os banheiros do Hotel de Gelo? Alguém sabe?

Vocabulário de futebol em inglês! Guia do imigrante.

O assunto preferido usado pelos canadenses como ice-breaker é o clima. Está frio, quente, úmido, nevando muito, faltando neve...mas quando o encontro é de um canadenses (ou qualquer outra nacionalidade) com um brasileiro nós sabemos que o assunto preferido usado para iniciar um bom papo é sem dúvida: futebol! Principalmente agora com a copa do mundo!

Soube que Vancouver parou e que os brasileiros tomaram as ruas e contagiaram os canadenses com sua alegria. Não estava por lá, mas adoraria saber se foi realmente assim. De qualquer forma, utilizar-se do assunto copa do mundo para fazer novos amigos ou quebrar o gelo do início de uma conversa é muito útil. Portanto, todo imigrante (ou mesmo intercambista) precisa saber o vocabulário de inglês relacionado a copa!

Para ajudá-los eu desenhei um campo de futebol usando como exemplo a seleção brasileira escalada por Dunga antes da expulsão de Kaká. O capo não ficou lá uma Brastemp, mas vale a intenção de ajudá-los com o vocabulário.


1 - Júlio César - Goleiro - Goalkeeper

2 - Maicon - Lateral direito - Right fullback

3 - Lúcio - Zagueiro - Center fullback

4 - Juan - Zagueiro - Center fullback

5 - Felipe M. - Volante - Defensive midfielder

6 - Michel B. - Lateral esquerdo - Left fullback

7 - Elano - Volante - Defensive midfielder

8 - Gilberto S. - Volante - Defensive midfielder

9 - L. Fabiano - Atacante - Forward

10 - Kaká - Meia - Offensive midfielder

11 - Robinho - Atacante - Forward


Além do jogadores (players) nós temos outros personagens importantes no jogo:


Árbitro - Referee

Árbitro assistente ou quarto árbitro - Referee's assistant or linesmen

Bandeirinha - Flagpost

Treinador - Coach

Reservas - Substitute

Massagista - Massagist


E temos ainda mais vocabulário e outras expressões úteis:

Arremesso lateral: throw in
Barreira: wall
Bola de futebol (Jabulani): soccer ball, Jabulani world cup ball
Cartão amarelo: yellow card
Cartão vermelho: red card
Chute: shot
Chuteira: soccer cleats
Convocação (muito discutida antes da copa): call-up
Defesa: save
Descontos: injury time
Eliminatórias: play-offs
Escanteio: corner kick
Expulsar: to send off
Finais: final
Frango: to drop the ball, to fumble, to blow it, to blunder, to goof
Gol: goal
Gol contra: own goal
Impedimento: offside
Intervalo: half time
Luvas do goleiro: goalkeeper gloves
Mão na bola: handball
Marcar gol: to score
Mata-mata: elimination round, knock-out, knockout round
Oitavas de final: round of 16 (já que são 16 times jogando as oitavas de final)
Partida: match
Penalti: penalty
Prorrogação: extra time
Quartas de final: round of 8 (já que são 8 times jogando as quartas de final) ou quarter finals
Semi-final: semi-final
Tiro livre: free kick
Trave: goalpost
Zero a zero: nil nil

Lembre-se que World Cup Finals significa: Copa do Mundo e não finais da Copa do Mundo.

Agora que você já sabe o vocabulário básico de inglês usado em jogos de futebol arrisque-se puxando assunto com um nativo canadenses para ver no que dá!

Coca-Cola na Copa

A Copa do Mundo atrai grandes patrocinadores sendo um dos maiores a Coca-Cola. A música tema da Coca-Cola do cantor Somali-Canadense K'Naan virou hit no Brasil e em vários outros países como Alemanha e Espanha, sendo sempre gravada junto com um grupo ou cantor famoso do respectivo país (no Brasil, o Skank).

Mas a história dessa música começa muito antes da Copa do Mundo e antes de chegar a África saindo do Canadá passa pelo Haiti.

K'Naan lançou primeiro a música Wavin' Flag (Bandeira tremulando - em uma tradução livre) em seu primeiro albúm Troubadour (que em português significa Trovador, poeta lírico do séculoXII e XIII).

No refrão "wave your flag" a tradução ficaria mais próxma de: "levante sua bandeira" - referindo-se a sua luta

A música foi então escolhida como anthem (hino) da campanha "Young Artists for Haiti" (Jovens Artistas pelo Haiti) que reuniu mais de 20 jovens artistas canadenses com o intuito de arrecadar fundos para o Haiti que sofria e ainda sofre depois do terremoto de 13 de janeiro de 2010 que literalmente destruiu o país!

Sucesso absoluto do vídeo e da campanha em favor do Haiti a Coca-Cola escolheu a mesma música, adaptando a letra, como hino (anthem) para sua campanha de marketing durante a Copa do Mundo de 2010.

Segue aqui o vídeo da campanha de marketing da Coca-Cola na Copa de 2010 e logo abaixo, o vídeo da campanha canadense em favor do Haiti com o nome de cada artista. Vale a pena pesquisar e conhecer mais os artistas que fazem diferença no país que escolhemos para imigrar!
(principalmente Nikki Yanofsky que com apenas 15 anos é dona de uma voz e ritmo de Jazz deliciosos!)







Young Artists For Haiti – Wavin’ Flag Lyrics

[All]
When I get older
I will be stronger
They’ll call me freedom
Just like a wavin flag

[K'naan]
Born from a throne
Older than Rome
But violent prone
Poor people zone

[Nelly Furtado]
But it’s my home
All I have known

[Sam Roberts]
Where I got grown
but now its gone

[Avril Lavigne]
Out of the darkness
in came the carnage
threatening my very survival

[Pierre Bouvier of Simple Plan]
Fractured my streets
and broke all my dreams

[Tyler Connolly of Theory of a Deadman]
Feels like defeat to wretched retreat

[All]
So we strugglin’

[Kardinal Offishall]
Fighting to eat

[All]
And we wonderin’

[Kardinal Offishall]
If we’ll be free

[Jully Black]
We cannot wait for some faithful day
it’s too far away so right I’ll say

[All - Chorus]
When I get older
I will be stronger
They’ll call me freedom
Just like a waving flag
(And then it goes back x3)
Ahhho ahhho ahhho

[Lights]
So many wars, settling scores

[Deryck Whibley of Sum 41]
All that we’ve been through
and now there is more

[Serena Ryder]
I hear them say love is the way

[Jacob Hoggard of Hedley]
Love is the answer that’s what they say

[Emily Haines]
But were not just dreamers
of broken down grievers

[Hawksley Workman]
A hand will reach us
And will not forsake us

[Drake]
This can’t control us
no it can’t hold us down

[Chin Injeti]
We gon pick it up even though we still struggling

[Pierre Lapointe]
Au nom de la survie (In the name of survival)

[all]
and we wondering

[Pierre Lapointe]
Battant pour nos vie (Fighting for our lives)

[All]
We patiently wait
for some other day

[Fefe Dobson and Esthero]
thats too far away so right now we say

[All - Chorus]

[Drake - Rapping]
Uhh – well alright
How come when the media stops covering
and there’s a little help from the government
we forget about the people still struggling
and assume that its really all love again, nahh
see we don’t have to wait for things to break apart
if you weren’t involved before it’s never too late to start
you probably think that it’s too far to even have to care
well take a look at where you live what if it happened there?
you have to know the urge to make a change lies within
and we can be the reason that they see their flag rise again
lyrics courtesy of www.killerhiphop.com

[Nikki Yanofsky & Drake]
When I get older
I will be stronger
They’ll call me freedom
Just like a wavin’ flag

[Matt Mays]
and then it goes back

[Justin Nozuka]
and then it goes back

[Nikki Yanofsky]
Then it goes back

[Chorus - All]

[Justin Bieber]
When I get older
When I get older
I will be stronger
just like a waving flag.

[End]

Fonte: KillerHipHop.com

Onde morar no Canadá.

Quando um colaborador é transferido da sede de uma empresa para uma filial por exemplo a grande preocupação é pesquisar um pouco mais sobre o local, pessoas, clima, economia, segurança, etc, já que a cidade em si já foi escolhida, mas quando imigramos por livre e expontânea vontade uma das principais questões é definir onde morar.
Olhando de longe as opções são infinitas já que o Canadá é um país enorme, mas olhando de perto sabemos que algumas cidades atraem mais os brasileiros. Entre elas temos:

- Toronto (capital financeira);
- Vancouver;
- Ottawa (capital do Canadá);
- Montréal;
- Calgary;
- Edmonton (onde tenho queridos amigos!)

Outras cidades também são interessantes, mas menos procuradas pelos imigrantes. Quando morei no Canadá em 1999 (inicio da minha paixão pelo país) eu fiz muitas pesquisas e recebi panfletos, catálogos e diversos vídeos que venho digitalizando aos poucos. Um deles é sobre a província de Manitoba e apesar de antigo me pareceu interessante para quem ainda está colhendo mais informações antes de aterrisar em terras geladas!

E você, para onde imigrou e porque?

Eu e marido optamos por Toronto, mas hoje temos amigos queridos que também moravam em Toronto mas sentem-se milhões de vezes mais realizados em Edmonton. Qual será a melhor província/cidade para você?


Por que tudo é tão caro no Brasil?

O título deste post foi na verdade o título da matéria de capa da revista Época de 24 de Maio de 2010.

Acredito que muitos leitores, assim como eu, entendem que a resposta mais óbvia para esta pergunta é IMPOSTO!

Logo no início da matéria lê-se: "Como em qualquer situação complexa, há vários motivos. Mas os três principais são: impostos, impostos e mais impostos".

Obviamente que não vou reproduzir a matéria aqui, mas faço questão de listar alguns itens e peço aos amigos blogueiros e canadenses que me ajudem a comparar esses valores (e outros) em relação ao Canadá!

Vamos a lista:

Carro Corolla XEI 2.0:
Valor no Brasil: R$ 75.000,00 (Valor sem imposto: R$ 43.500,00 + Impostos Federais R$ 22.500,00 + Impostos Estaduais R$ 9.000,00)
Valor nos EUA: R$ 32.797,00
Valor na África do Sul: R$ 58.740,00
Canadá: ?

Litro da Gasolina:
Valor no Brasil: R$ 2,70 (Valor sem imposto: R$ 1,30 + Impostos R$ 1,40)
Valor médio em outros países: 2,25
Canadá: ?

Notebook:
Valor no Brasil: R$ 2.500,00 (Valor sem imposto: R$ 1.900,00 + R$ 600,00)
Valor médio em outros países: 1.613,00
Canadá: ?

Ipod:
Valor no Brasil: R$ 800,00 (Valor sem imposto: R$ 405,00 + Impostos R$ 395,00)
Valor médio em outros países: 566,00
Canadá: ?

Aspirina:
Valor no Brasil: R$ 45,00 (Valor sem imposto: R$ 29,30 + Impostos R$ 15,70)
Valor médio em outros países: 26,40
Canadá: ?
OBS: Apenas na inglaterra o preço da aspirina é mais alto que no Brasil (comparação de 13 países)

Camisa Lacoste:
Valor no Brasil: R$ 230,00 (Valor sem imposto: R$ 150,00 + Impostos R$ 80,00)
Valor médio em outros países: 155,00
Canadá: ?
Obs: O Brasil ganha de todos os países nesse quesito, logo atrás temos apenas a África do Sul.

Óculos Ray-Ban:
Valor no Brasil: R$ 470,00 (Valor sem imposto: R$ 262,00 + Impostos R$ 208,00)
Valor médio em outros países: 253,00
Canadá: ?

Coca-cola:
Valor no Brasil: R$ 1,50 (Valor sem imposto: R$ 0,80 + Impostos R$ 0,70)
Valor médio em outros países: 1,55
Canadá: ?
Obs: Parece incrível, mas entre os 13 países pesquisados, o Brasil ficou atrás do Japão, França, EUA (incrível!), Chile e Alemanha.

Agora, assim como vocês eu fico aqui me perguntando...para onde foi mesmo TODA ESSA GRANA dos impostos?


Quem quer ser um milionário?

Ontem fui dormir muito feliz! Depois de uma semana corrida e um dia exaustivo, cheguei em casa, liguei a tv e fui zapeando até achar um programa leve, mas inteligente. Procurava algo impossível para os padrões da TV brasileira: um programa sem violência, nudez ou apelação! Foi quando parei no "Um contra Cem" do SBT!
Fiquei torcendo até o último minuto por aquele participante que provou uma teoria maravilhosa: cultura, saber, educação são RIQUEZAS que nunca serão roubadas e ainda podem te fazer um milionário!
O participante Natan Rodrigues utilizou de todo o seu conhecimento, cultura geral, raciocínio lógico e boa dose de coragem ao arriscar duas vezes seus R$ 500.000,00 confiando exclusivamente em seu conhecimento para ganhar R$ 1.000.000,00!!!
Sem ajudas, sem mutreta! Foi emocionante! Até o Justus não se conteve e brilhantemente parabenizou o Natan com uma alegria tão espontânea que mais parecia vinda da criança interna que existe dentro de todos nós! Eu amei! Vibrei com o Natan e com o Justus! Como é bacana ver alguém se tornando milionário não porque ganhou na Mega Sena ou porque participou de um reality show com um monte de bundas, peitos e abdômens tanquinho e nenhum cérebro, mas por ter verdadeiramente conhecimento! Por ter estudado, por estar preparado!
Em um país onde a esperteza é exaltada, ver uma pessoa tão preparada e culta tornando-se milionário nos faz acreditar que devemos continuar sempre pelo caminho mais longo, mas o mais fantástico, recompensador e glorioso: A EDUCAÇÃO!
E para finalizar com chave de ouro, as primeiras palavras que o Natan disse após o choque do milhão foram dirigidas à sua mulher e filha, mostrando que nada é mais sólido do que a união no amor! Parece piegas, mas não está na hora de revermos certos conceitos?!

Abaixo está o vídeo da parte final do programa.



Quem vence no Canadá é um perdedor no Brasil? O contrário também é verdadeiro?

Há dias li um comentário em uma discussão em um blog que ficou martelando na minha cabeça.
Fiquei pensando no significado daquela frase. Isso ficou me incomodando até que o Gean do blog Vou pro Canadá postou que está voltando ao Brasil para morar em São Paulo (definitivamente enquanto dure).
Este post, que estou terminando hoje, já estava no rascunho há algum tempo, e o fato do Gean, um precursor e referência dos blogs de imigrantes para o Canadá ter postado a sua volta, me inspirou a terminá-lo e postá-lo também.
Sei que para muitos candidatos a imigrante e até imigrantes recém chegados ou de longa data no Canadá, levantar qualquer dúvida em relação a imigração parece uma afronta. Quando o assunto é levantado, muitos são os comentários raivosos, descontentes, grosseiros até (leia um destes posts polêmicos aqui). Sei que é cutucar a onça com vara curta, mas infelizmente o único lugar perfeito é o paraíso e não existe processo de imigração para lá! Portanto, é sim muito importante para todos nós, apaixonados pelo Canadá e pelo Brasil (ou não), sendo pró imigração (ou não), o debate franco, aberto e construtivo sobre os prós e contras da imigração. Passada a fase da 'paixonite', a razão volta a imperar e muitos são os fatores a serem ponderados em relação ao lugar que optamos por viver.

O comentário que me refiro acima é esse: "...Sabe, o que eu gosto da internet e do mundo atual, é que a história não é contada apenas pelos que vencem, mas também pelos frustados, pelos perdedores, pelos que se arrependeram etc…"

O que mais me incomodou nesta frase foram as palavras vencedores e perdedores. Isso me fez pensar na cultura americana que divide a sociedade nessas duas categorias, sendo os vencedores o que enriqueceram materialmente e o perdedores os pobres de dinheiro. Nessa cultura não tem vez o espiritualismo, o desenvolvimento pessoal, etc. Essa diferença é tão gritante em relação a sociedade canadense que eu não consigo imaginar um canadense nativo separando a sociedade desta mesma forma. Mais ainda, eu não conheço este conceito em relação aos brasileiros que se percebem vencedores pela superação que vivem diariamente, com dinheiro ou sem! Portanto, eu fiquei aqui me questionando o que realmente significa isso!

Significa que uma pessoa é vencedora quando ela imigra e seja lá como for, feliz ou não, realizada ou não, satisfeita ou não ela bate o pé e continua no país apenas para provar que é um 'vencedor'? Significa que é um perdedor um brasileiro que chega ao Canadá e após o seu tempo de analise "in-loco" descobre que o melhor para ele é o Brasil? O que diremos então daquela classe de imigrantes (como um casal que conheço) que imigrou pela categoria "entrepreneur" e investiu mais de CAD 300.000,00 no Canadá, mas que prefere mesmo morar no Brasil e vive metade de seu tempo em cada país criando uma ponte de negócios entre os dois? São eles perdedores ou vencedores nos dois países? Em que categoria eles se encaixam? E por que seria diferente com os imigrantes de classe média ou média baixa? Por que eles não podem voltar, ou criticar, ou mostrar insatisfação por qualquer um dos países sem o rótulo de perdedores? Se um imigrante volta ao Brasil por querer cuidar de uma herança inesperada que recebeu de um tio solteirão entende-se: "esse tem motivos para voltar!", mas se a volta foi por pura e simples falta de adaptação no país estrangeiro entende-se: " that's a loser!!!". Então, quem sai do Brasil, sai porque não conseguiu vencer no país e portanto é um perdedor, mas chegando ao Canadá vira um vencedor? Ser um vencedor no Brasil faz de você um perdedor no Canadá? Afinal, você está nesta categoria por ser quem você é, pela sua conta bancária ou pelo país em que vive?
Eu, particularmente tenho alguma dificuldade em entender a cabeça de pessoas rígidas em seus conceitos, aquelas que acreditam que existe na vida apenas uma opção ou forma correta de se viver. Eu ainda fico perplexa em conhecer imigrantes, que por natureza deveriam ser pessoas informadas, antenadas, modernas e principalmente flexíves com idéias tão fixas e limitadas quanto categorizar os imigrantes entre os vencedores e os perdedores!
De qualquer forma, responda-me: Um executivo no Brasil infeliz com seu estilo e ritmo de vida que imigra para o Canadá e acaba em subempregos, mas que se sente realizado por morar em um lugar mais seguro, por exemplo, é um vencedor ou perdedor (aos olhos de quem)? Já, um canadense infeliz com o inverno e monotonia de sua vida e que resolve montar uma pequena pousada em alguma praia paradisíaca da Bahia é também um perdedor?

Será mesmo que imigrar para o Canadá e depois resolver voltar a morar no Brasil é tão ruim assim? Será que imigrar para o Canadá é tão bom assim? E por que canadenses nos perguntam o tempo todo o que nós estamos fazendo no Canadá se o Brasil lhes parece um paraíso?

Quantos de nós imigrantes voltamos ao Brasil e quantos sonham em voltar, mas não abrem o jogo ou simplesmente não podem mais fazer o caminho de volta? E quantos são os que definitivamente não querem mais sair do Canadá?

São muitos pontos a serem questionados e tenho certeza, assim como minha avó (que sempre menciono nos meu posts) sente-se brasileira de coração, mas diz nunca deixará de ser libanesa, a realização pessoal e a felicidade são os indicadores do caminho certo.

Tenho sotaque ou falo errado?

Uma das coisas que sempre comento com os alunos de inglês é que eu não corrijo sotaques.

Definição de sotaque: é uma maneira particular de determinado locutor pronunciar determinados fonemas em um idioma ou grupo de palavras. É a variante própria de uma região, classe ou grupo social, etnia, sexo, idade ou indivíduo, em qualquer grupo linguístico, e pode-se caraterizar por alterações de ritmo, entonação, ênfase ou distinção fonêmica. É também o nome usado para a pronúncia imperfeita de um idioma falado por um estrangeiro.

Sotaque faz parte da característica da fala de cada um de nós mesmo dentro do próprio país. Quem já teve a oportunidade de viajar pelo Canadá deve ter notado as diferenças de sons, entonações, velocidade da fala, etc, etc. No Brasil não é diferente. Dê um pulo no Rio de Janeiro e pegue um vôo direto para Porto Alegre e você perceberá o que estou falando, certo?

O importante é não pronunciar palavras erradamente. Ter sotaque, desde que compreensível e falar errado são coisas bem distintas, eh? (eh, muito usado pelos Torontianos).

Aqui está um vídeo muito bacana que imita vários sotaques! Descubra qual lhe parece mais agradável. Eu particularmente gosto muito do californiano (L.A) e achei que o texano deixou a desejar (como não gosto reparo muito...rs.r.s..). E você? Qual o seu preferido?

Have fun!!!!




Veja no outro vídeo a diferença de sotaque do querido Dr. House ( Hugh Laurie) que de americano não tem nada. Nesta brincadeira sobre gírias percebe-se o forte sotaque inglês (que eu acho um charme, mas não consigo imitar! :-( ).

Agende-se: saiba o que você precisa para trabalhar no TD Canada Trust Bank

Há um tempo atrás divulguei aqui no Blog que traríamos um palestrante canadense há São Paulo para orientar os imigrantes que ainda estão no Brasil a chegarem mais preparados no Canadá. Ainda estamos trabalhando nisso e avisarei vocês assim que nosso palestrante confirmar sua vinda ao Brasil.

Já no Canadá, muitos são os projetos do governo que ajudam o novo imigrante nesta fase de adaptação e eu tentarei fazer uma série de posts sobre entrevistas, resume, conduta corporativa, etc. (aguardem, acompanhem o Unzip e enviem suas dúvidas).

Hoje quero indicar aos imigrantes que estão em Toronto a procura de um emprego a participarem da palestra que acontecerá na Unidade do Skills for Change da college (1139 College St. - Intersection: College and Dufferin - Toronto) no dia 20 de maio de 2010 (quinta-feira) das 14:00 as 16:00. O palestrante convidado abordará o tema: "Find out what it takes to work in TD Bank". Nesta palestra você será orientado sobre os "skills" necessários para "aplicar" para uma posição de trabalho em um dos maiores banco canadeses. O bacana destas palestras é que sempre existe a possibilidade de conversar com o palestrante e saber mais sobre as chances de uma carreira em uma instituição canadese muito sólida e confiável.

Dia 28 de maio a palestra é sobre empregos no governo: "How to apply to jobs with the Government".

Para saber mais sobre os serviços do Skills for Change (que oferece cursos e treinamentos também) clique aqui ou clique no calendário abaixo.


Hino nacional da propaganda!

Hoje faço uma homenagem a criatividade dos excelentes profissionais da propaganda Brasileira, incluindo meu querido e muito amado maridão! Ele que é um exemplo de profissional criativo e dinâmico! Profissionais dessa área que imigram sabem das dificuldades em traduzir toda essa criatividade para a cultura Canadense. Como fazer a piada no tom certo, com a ironia, segundas intenções, sutilezas, etc. Esses profissionais, mais do que qualquer outro, devem imigrar tendo total domínio do idioma e também da cultura Canadense para conquistarem o sucesso em suas áreas nesse mercado!

Para ler o texto clique duas vezes na figura. "Leia" cantando o hino nacional brasileiro!

Do you speak English? - o retorno!

Já perdi a conta de quantas vezes eu escrevi nesse site sobre a importância do inglês para um imigrante. Para quem imigra para Quebéc, o Francês também é muito importante, mas mesmo indo para Québec saber inglês o ajudará em muito, já que são muitas as oportunidades para quem é bilingue (no Canadá, bilingue significa fluente nos idiomas oficiais: Inglês e Francês).
Portanto, entre uma aula de inglês e o árduo estudo em casa, divirta-se com esse impagável audio.

Como juntar dinheiro para imigrar?


Quando iniciamos o processo de imigração, além dos requisitos mínimos exigidos como: escolaridade, idade, fluência em pelo menos um dos idiomas oficiais, etc, etc e tal, o dinheiro é um fator muito importante, se não o mais importante, não apenas pelo valor mínimo exigido por pessoa, casal, casal com filhos, mas também pelos cálculos que devemos fazer em relação a nossa chegada. São muitos os gastos!
Mobiliar, mesmo que em parte, uma nova casa. Sobreviver por alguns meses sem trabalho, alguns compram carros, ou computadores ou outros itens mais caros. De qualquer forma e seja lá como for a sua situação financeira ao imigrar, é lei que quanto mais dinheiro para essa fase inicial, melhor!

Para que meus amigos, futuros imigrantes, ou até mesmo para aqueles que já imigraram, mas estão com a grana curta para continuar realizando seu sonho, aqui vai uma ótima dica de como juntar dinheiro para o sonho da imigração!

O site Vakinha é uma forma educada e divertida de pedir a seus amigos e familiares para que colaborem com você. Lá você diz o que quer realizar (no caso imigrar ou manter a imigração) e quanto você precisa. O site se encarrega de divulgar para os seus contatos. Você pode acompanhar a evolução da sua conta e saber quanto falta para alcançar o seu objetivo!!!
Ah, se eu soubesse disso há uns 4 anos atrás...
Quem testar, please, let me know!!!

Leis de trânsito...você obedece?


Conselho interessante e óbvio que recebi quando fiz intercâmbio nos EUA pela primeira vez, veio de uma senhora de 70 anos para, na época, uma garota de 20 que estacionou o carro na contramão em uma rua muito tranquila e residencial. De fato, como não havia ninguém na rua, eu achei mais fácil simplesmente parar em frente a casa dela na mão contrária. Pensei que como iria parar por uns cinco minutos, tempo que levaria para o meu amigo japonês Yoshi sair e trancar a porta, mal não tinha!

Acontece que a sra., dona da casa, muito educada, viu a cena e acompanhou meu amigo até o carro e me disse, de forma suave e gentil, mas muito firme: "querida, sempre que estiver em uma cultura diferente, observe a atitude dos nativos!". Naquele momento, não entendi bem sobre o que se tratava e pedi que se explicasse. Ela disse: "nessa rua toda, você vê algum carro parado no meio fio na contramão?" Ah, entendi! Constrangida eu pedi desculpas e desde então passei a ser muito mais observadora em relação aos costumes, não só quando em países diferentes, mas também em cidades e estados do mesmo país.

Meu amigo Yoshi, ao entrar no carro, nada comentou. Eu quis saber a opinião dele sobre o que aconteceu. Ele me disse que um japonês pensaria a mesma coisa, mas provavelmente não me diria nada.


Muitos anos depois, lembrei-me desta situação. Fui a uma instituição financeira no Brasil e não consegui estacionar meu carro em uma das 2 vagas reservadas PARA CLIENTES em frente ao banco porque dois carros estavam estacionados no meio fio fechando todas as vagas disponíveis no estacionamento, inclusive a terceira vaga que é reservada a deficientes.


Pensei: se fosse uma estrangeira morando no Brasil e seguindo o conselho daquela doce senhora americana, eu iria começar a parar no meio fio sem me preocupar se ali é o estacionamento de um estabelecimento comercial, hospital, ou garagem de uma residência. Apenas estacionaria fechando outros carros ou garagens já que isso é uma atitude dos nativos. Também não teria medo de ser multada ou ter meu carro guinchado, já que os nativos também não tem. E obviamente, como um bom nativo brasileiro, eu teria uma boa desculpa caso fosse questionada do porque de estacionar fechando os outros ou tomando vagas de deficientes e idosos: É SÓ UM MINUTINHO!


A tartaruga, a galinha, e o trânsito de São Paulo

Algumas coisas não mudam de um país para outro. Pessoas que vivem em grandes centros urbanos sempre reclamam do trânsito.

Em alguns lugares o trânsito é pesado, mas as leis são rigorosas e os motoristas mais cautelosos. Em outros é um 'Deus nos acuda'!

Toronto tem um trânsito pesado em muitos períodos do dia e é comum encontrarmos canadenses reclamando do tempo gasto e principalmente do desperdício de combustível e malefícios ao meio ambiente. São Paulo não fica atrás (como todo paulistano sabe e sofre).
Apesar de detestar o trânsito de São Paulo não nego que conheci coisa pior. O trânsito de Beirut no Líbano é um verdadeiro caos. Algumas pessoas já me disseram que Roma tem o pior trânsito do mundo!

Mas o que interessa aqui é: seu carro vai de 0 a 100 km em quantos segundos?

Para os apaixonados por carro, essa é uma informação de grande importância, mas para os motoristas de São Paulo que enfrentam o trânsito no pico da tarde, essa é a informação mais inútil possível!

Por quê?

Porque os carros que trafegam em São Paulo nos horários de pico no período da tarde não ultrapassam os 15km/h. Para quem é Pollyanna, vale a notícia de que pelo menos esses pobres motoristas ainda conseguem dirigir a uma velocidade mais rápida do que a velocidade de uma galinha! Não é ótimo?!

Veja o comparativo abaixo:

Pedestre = 5 km/h;
Galinha = 14 km/h (velocidade máxima);
Veículo = 15 km/h (velocidade média no pico da tarde em São Paulo - capital);
Vencedor da São Silvestre = 20 km/h;
Elefante = 40 km/h (velocidade máxima);
Cavalo = 76 km/h (quarto-de-milha)Ferrari = de 0 a 100 km em apenas 4 segundos!
Ferrari = de 0 a 100 km em apenas 4 segundos;

e a tartaruga, alguém sabe?

* Fonte: Folha de São Paulo - Março 5, 2010
* Figura: Traços e Troços by Rivaldo Barbosa


    Politicamente correto.

    Se há uma coisa difícil de manter-se fiel é com a filosofia do politicamente correto.
    Ser politicamente correto significa agir de forma correta, não preconceituosa, preocupada com o meio ambiente, com os recursos naturais, com a alimentação, reciclagem, e também com o que se diz e faz no dia-a-dia.
    Em muitos momentos ser politicamente correto no Canadá me faz refletir sobre quanto ainda temos a evoluir no Brasil em relação ao respeito aos direitos individuais, a privacidade, ao patrimônio público, entre outras coisas.

    São vários os exemplos:

    • determinadas perguntas e comentários de foro íntimo são evitadas, principalmente no ambiente de trabalho. Perguntas ou comentários relacionadas à religião, orientação sexual, raça, idade e até estado civil, não são consideradas perguntas de bom-tom ou politicamente corretas. São consideradas perguntas constrangedoras;
    • cuidar do lixo, reduzir o tempo do banho, comprar produtos de empresas que respeitam o meio ambiente e os funcionários, ser politizado, engajado e voluntarioso são atitudes de bom-tom e valorizadas no Canadá;
    • Pensar no coletivo, naquele que vem depois de você, mantendo os lugares limpos (exceto o metrô de Toronto), funcionando, pagando taxas e tarifas mesmo que sem a supervisão de outros e principalmente ser confiável, é de grande valor para os Canadenses.
    Por outro lado, algumas atitudes do politicamente correto me deixam intrigada. Uma delas é não desejar feliz Natal e sim feliz Feriado (happy holidays). Fui pesquisar um pouco mais sobre isso e descobri que existe um grande debate em relação a isso. Alguns afirmam que é uma questão religiosa. Outros, que é uma questão política/religiosa onde Republicanos são cristãos e Democrátas não (leia um texto interessante em inglês aqui).
    Acho que por ser tão complicado viver em um regime tão severo do politicamente correto, onde donos de SUV's estão sendo discriminados por dirigirem carros que consomem muito combustível, a ostentação ficou brega e até a moda acompanha as mudanças de comportamento mudando o foco dos estilista (do luxo para o prêt-à-porter), e opções de produtos orgânicos ou do Fairtrade ficam cada vez mais conhecidos e caros é que surgiu esse super crítico e divertido desenho animado:

    The Goode Family!


    Vale a pena assistir e identificar-se com as situações que essa família (que tenta ser correta) passa para não fica mal vista perante a crítica sociedade politicamente correta!

    Esportes oficiais das Olimpíadas de Inverno 2010. Parte II

    Muitos dos esportes de inverno estão na categoria radical e leva às competições das Olimpíadas de Vancouver uma multidão de jovens que praticam ou desejam praticar esses esportes que chegam a mais de 140km/h. Realmente é emocionante. Poucos décimos de segundo definem para quem irá a medalha de ouro e um pequeno erro pode colocar um excelente competidor em último lugar.
    Lógico que isso acontece em vários esportes, não apenas os de inverno, mas o Bobsleigh, o Skeleton e o Luge devem ser deliciosos de se praticar. A impressão é de uma montanha russa controlada apenas pela gravidade e pelo peso do corpo.
    Infelizmente, nos treinos do Luge o atleta georgiano
    Nodar Kumaritashvili faleceu em um acidente a 145km/h, quando perdeu o controle e chocou-se contra um pilar. Apesar do acidente as competições continuaram normalmente.


    Saiba a diferença entre os tres esportes:

    Skeleton: o nome Skeleton vem do trenó usado - metal originalmente e agora fibra de vidro e metal - que se assemelha a um esqueleto humano. Para iniciar, o esportista (apenas 1 atleta no trenó) segura uma das alças do trenó, corre o mais rápido possível por cerca de 50m e 'mergulha' de cabeça no trenó ficando de barriga para baixo, mantendo os braços rentes ao corpo e usando os pés e o peso do corpo para guiar o carrinho. O peso máximo do carrinho mais atleta não pode superar os 115kg. O esporte tem categoria masculina e feminina e acontece em dois dias, sendo quatro eliminatórias. Cronometrado eletrônicamente em 0,01 segundos, o atleta com o combinado dos menores tempos ganha a competição.
    Aprenda alguns termos do esporte em inglês clicando
    aqui
    Veja aqui uma animação da CNN sobre o esporte.


    Luge: palavra francesa para Sled (em portugês, trenó). O trenó é feito de fibra de carbono-kevlar e chassi de aço, com patins afiados na base. Não há freios ou timão. O piloto vai deitado de barriga pra cima (diferente do Skeleton, em que a posição é de bruços) e controla a direção com um comando na parte dianteira e com a inclinação de seu próprio corpo. A velocidade máxima gira em torno de 120 a 140km/h. O peso máximo do trenó é de 23kg (individual) e 27kg (dupla). São 2 as modalidades: individual e dupla, tanto na categoria masculina como na feminina. No individual são realizadas duas descidas e em dupla são quatro. Vence quem tiver a menor soma dos tempos.
    Aprenda alguns termos do esporte em inglês clicando
    aqui

    Bobsleigh: (ou Bobsled) é o esporte no qual equipes de duas ou quatro pessoas realizam, por meio de um trenó, descidas cronometradas em uma pista de gelo sinuosa e estreita especialmente construída para a competição. O trenó é movido pela força da gravidade, e pode atingir a velocidade de até 100km/h.
    Desde 1924, o Bobsleigh faz parte dos Jogos Olímpicos de Inverno, como uma competição para equipes masculinas de quatro pessoas. Em 1932, foi adicionada uma segunda modalidade, para equipes compostas por dois homens. Em 2002, foi pela primeira vez admitida a participação de mulheres entre membros das equipes. Em 2006, foi introduzida a modalidade para times de duas mulheres.
    Aprenda alguns termos do esporte em inglês clicando
    aqui

    As competições de Skeleton, Luge e Bobsleigh acontecem no "The Whistler Sliding Centre".


    Esportes oficiais das Olimpíadas de Inverno 2010.

    Para os que imigram ou estão na fila da imigração, uma das necessidades básicas é sentir-se parte do novo país. Além do idioma, a cultura local é de grande valia para a inserção do novo imigrante. Aprender gírias, expressões idiomáticas, história e geografia do país e obviamente suas manifestações culturais e esportivas faz com que o novo imigrante sinta-se mais próximo da realidade dos nativos. Para se ter um exemplo da mão contrária, imagine um novo imigrante canadense no Brasil. Alguém que não sabe nada da nossa política, tem sotaque ao falar português e não sabe nada sobre o carnaval e futebol ou mesmo MPB. Como ele se sentirá fazendo parte de um grupo em uma roda de bar? Ou na segunda-feira de trabalho pós campeonato de futebol? Qual será o quebra-gelo dele?
    - "Tá frio hoje, hein?!"; "Que chuva!"; "Nossa, que calor!!!"

    Essas serão as únicas possibilidades para se iniciar uma conversa que esse imigrante terá. É assim que você quer se sentir ao chegar lá?

    Os esportes de inverno são muito praticados e acompanhados, não apenas durante as olimpíadas de inverno de Vancouver 2010, mas durante todo o inverno canadense (que em algumas regiões pode durar o ano todo!). Por isso, aproveitar a euforia das olimpíadas para aprender sobre os esportes oficiais é uma boa pedida.

    Segue aí um resumão!

    Alpine Skiing: (ou downhill): is the sport of sliding down snow-covered hills on skis with fixed-hell bindings. O que significa que o calcanhar do esquiador fica preso aos skis.
    A prova em Vancouver aconteceu no Whistler Creekside. Canadá ficou em quinto lugar na competição masculina com Erik Guay e em sexto lugar no feminino com Britt Janyk. Saiba mais sobre esse esporte e suas categorias clicando aqui.

    Biatlon: combina o cross-country skiing com tiro com rifle. A prova aconteceu no Whistler Olympic Park.

    Bobsleigh: Ricardo Raschini é um dos precursores do esporte no Brasil e vem praticando desde 1.998 quando morava nos EUA. As competições ocorreram no The Whistler Sliding Centre.

    Crosscountry: considerado um dos esportes mais exigentes da olimpíada é equiparado a uma maratona.

    Curling: um dos esportes favoritos dos Canadenses e que exige muita precisão.

    Figure Skating: um dos esportes mais lindos e emocionantes unindo força, precisão, dança, música e encanto. O casal Francês Yannick Bonheur e Vanessa James fizeram história sendo o primeiro casal negro a competir nas olimpíadas nesse esporte. Não foi a apresentação mais pontuada, mas sem dúvida foi a mais emocionante, pelo tema, pela música e pela maravilhosa performance do casal.

    Para conhecer todos os outros esportes e seus competidores, clique aqui ou veja abaixo a matéria da SportTV.



    E veja aqui uma das apresentações deste maravilhoso casal que levantou a platéia!

    Encontre o trabalho dos seus sonhos - Cold Calls

    Cold calling is the process of approaching prospective customers or clients, typically via telephone, who were not expecting such an interaction. The word "cold" is used because the person receiving the call is not expecting a call or has not specifically asked to be contacted by a sales person.
    Cold calling é um termo que todo newcommer irá ouvir e praticar até encontrar o primeiro emprego. Provavelmente usará esta técnica para encontrar o segundo emprego até encontrar o emprego dos seus sonhos.
    Como definido acima, em inglês, o cold calling é uma técnica usada principalmente pelo telemarketing ativo, que muitos de nós, se não todos, odiamos!
    Chegando ao Canadá e a procura do seu primeiro emprego, onde você quase não conhece ninguém, será a sua vez de postar-se atrás de um telefone e começar a trabalhar no seu próprio telemarketing! Seu objetivo? Vender-se!
    Cursos como o N.O.W oferecem um módulo focado apenas no tema e uma aula prática onde você ligará para as empresas de seu interesse em busca de uma oportunidade. A idéia é que você descubra quem é responsável pela contratação na empresa na sua área de atuação. Se for o RH, a idéia é tentar burlar o departamento da burocracia e chegar direto em quem seria seu chefe se você trabalhasse na empresa. Ligando para esta pessoa, você pedirá uma oportunidade para uma 'entrevista informativa' pessoal ou por telefone mesmo. A maioria dos Canadenses, já habituadas a essa abordagem, são muito gentis e disponibilizam um tempo para conversar com você. Alguns, como esperado, não lhe darão atenção e você descobrirá a felicidade do telemarketing, que é transformar um NÃO em SIM.
    Agendando a 'entrevista informativa', seu objetivo é mostrar ao potencial empregador suas habilidades e como elas se encaixam as necessidades da empresa. Se isso não for possível, seu segundo objetivo é iniciar um networking.
    Vou dividir os temas em posts diferentes para facilitar o entendimento de todo o processo. Neste post falarei sobre a técnica do cold calling e nos próximos posts sobre a entrevista informativa, networking, resume e postura em entrevistas.

    Cold Calling:
    Ao iniciar a ligação tenha em mente o que você falará, o que você procura e como irá se apresentar. Vale a pena usar as técnicas de tom de voz, respiração, memorização e tudo mais que estiver ao seu alcance para parecer seguro, confiante e principalmente calmo durante a ligação. Algumas pessoas sofrem muito para utilizar essa técnica, mas eu garanto que com um bom treinamento, todos podem usufruir dessa ferramenta na busca de emprego.

    Após superar o medo de ligar a um desconhecido, siga algumas dicas para ter sucesso no cold calling.

    Introdução de abertura: apresente-se de forma dinâmica, simpática e entusiasmada. NÃO pergunte se é uma boa hora para uma conversa rápida, dando ao interlocutor a oportunidade de se desvencilhar de você.

    - Hi, this is Jonh Smith! How are you?

    - Is this a good time to talk? (não dê abertura - não use esta pergunta)

    Inicie uma breve apresentação profissional. Diga algo como:

    - I'm a Database Administration with 5 years of hands-on experience and I'm contacting you to enquire about your requirements for someone with my skillset.

    em seguida mencione porque você se destaca dos outros candidatos:

    - I'm certified on Database Platform A and B and in my most recent position, reduced database downtime by 23%.

    Não há necessidade de fingir que você ligou apenas para conversar. Sua intenção é conseguir uma entrevista, portanto, vá direto ao ponto.

    Ask for an interview. ie. "When can I meet with you in person?"

    Não tenha medo de parecer inconveniente e pense nos seus objetivos nessa ligação. Aceite a rejeição se for o caso e parta para a próxima empresa da sua lista.

    Unzip tecnológico!

    Uma das coisas que sou totalmente apaixonada nessa vida é por tecnologia. Fico extremamente intrigada com os caminhos e possibilidades de comunicação, interação, troca de informações, novas amizades, e tantas outras coisas que as ferramentas tecnológicas nos dão a cada dia.
    Não vou abordar o lado negativo de tudo isso, como fraudes ou falta de privacidade. Falo aqui das vantagens.
    O Blogger por exemplo me deu a possibilidade de descobrir um novo mundo e abrir um novo canal de amizade com pessoas que estão, estavam ou estarão na mesma situação que eu. Alguns eu conheci pessoalmente ao longo do processo de imigração, outros viraram amigos virtuais (como o Gean do Vou pro Canadá), muitos eu conheci já no Canadá e até reconheci blogueiros na rua (foi o caso da Paula Regina do Era). Alguns eu tenho imensa vontade de conversar pessoalmente (caso da Flávia do Crônicas do Iglú).
    Com tantas possibilidades, eu fui ficando cada vez mais animada e logo entrei no Orkut, Facebook, Linkedin, Twitter, WAYN, e agora estou na nova onda: Google Wave!
    O mais interessante é que estou adorando o Wave, mas ainda não consegui entender exatamente para que serve! São muitos os que tentam explicar, alguns dizem que o Wave nem nasceu e já morreu, outro sonham com um convite para entrar no Wave e eu, sem fazer muita força, recebi do maridão, que também é um apaixonado por tecnologia e todas as novidades que ela nos traz, um convite para estar no topo da última onda!
    Hoje em dia, pela manhã, eu tenho a rotina de ligar o Skype e MSN, checar meus e-mails, passar pelos sites de relacionamento, ler a Folha de São Paulo on-line, Twittar, ler o Bloglines, assistir a matérias da Globo que me interessaram, mas que não tive tempo de ver (através do Globo.com), relaxar a mente dando uma volta nas ruas de cidades que gosto através do novo recurso do Google Maps, comentar no blog dos meus amigos, atualizar o Unzip, responder aos amigos daqui, assistir aos desfiles de moda no canal GNT online e por fim, mas não menos importante, fazer uma nova onda no Google Wave!
    Depois de me sentir um pouco mais atualizada com todas essas informações, eu aproveito para trabalhar (boa parte do meu trabalho é feito virtualmente), dar umas risadas com os melhores vídeos do YouTube, pegar uma nova receita no site do Edu Guedes, comprar alguns livros nas livrarias virtuais e verificar como vai ficar meu novo corte do cabelo antes mesmo de ir ao salão através do iVillage (make over) e lógico, pagar contas no banco virtual.
    Ufa, depois de toda essa alegria virtual, dá para almoçar (porque a parte da manhã já acabou), ir a academia, fazer aulas de dança de salão, viajar (guiado pelo GPS) trabalhar um pouquinho mais, namorar o maridão e como não poderia deixar de ser, fazer mais uma onda no Google Wave!
    Apesar de nos tornarmos prolíxos virtuais, os caminhos da tecnologia são sensacionais!
    Ah, sim, e para quem ficou animado, eu ainda tenho convites para o Google Wave!

    Mercado de trabalho canadense pós crise - Up date1

    Esqueci de avisar no post anterior, que todos aqueles que mandaram e-mail ou comentários querendo saber mais sobre a palestra, receberão um retorno e mais informações através do e-mail informado.

    Mercado de trabalho Canadense pós crise - up date

    Como havia dito no post anterior, estamos trazendo ao Brasil um palestrante que ajudará os futuros imigrantes a entender um pouco mais a dinâmica da economia canadense, principalmente pós crise 2008.
    Muitos são os interessados que mandaram seus comentários ao Unzip e obviamente eu não publicarei aqui para garantir a privacidade de e-mails e telefones dos leitores.
    Infelizmente nosso palestrante, que está gentilmente nos encaixando em sua agenda, não conseguirá vir ao Brasil em Janeiro. Ficamos então de recebê-lo no mês de junho/julho.
    Sei que alguns imigrantes já estarão no Canadá nesta data e que muitos estão ansiosos para conversar com nosso palestrante o quanto antes. Peço desculpas a todos pelo fato de adiarmos as palestras, mas por outro lado, tenham certeza que a espera valerá a pena. Teremos mais tempo ainda para reunirmos as questões mais comuns aos imigrantes. Para divulgarmos data e local, e fazer com que essa palestra seja realmente útil a todos.
    Continuem escrevendo e mandando suas duvidas sobre o tema.

    PS: apenas uma curiosidade cultural. Nosso convidado viaja muito à Europa e nunca se preocupou com vistos ou autorizações de entrada. Ele ficou espantado com as informações exigidas pelo Consulado Brasileiro em Vancouver para conseguir o visto brasileiro. Ele me ligou de certa forma decepcionado. Eu disse a ele que nada mais é do que uma reciprocidade entre países e que nós aqui passamos por isso todas as vezes que pedimos visto americano, canadense, entre outros. Contei a ele sobre as intermináveis filas no consulado americano e a bateria de entrevistas a que somos submetidos! A reação foi: MY GOD!!!!

    Mercado de trabalho canadense - pós crise!

    Em outubro de 2008 o clima de crise econômica estava no ar. A empresa americana para a qual eu trabalhava no Canadá perdeu um grande número de clientes como Disney, Hertz, Toyota, entre muitas outras grande empresas americanas. A notícia sobre falências de instituições financeiras e do estouro da bolha do mercado imobiliário nos EUA foi fatal para muitas empresas acabarem fechando definitivamente ou demitindo grande parte de seus colaboradores.
    E agora que a crise passou, como está o mercado de trabalho no Canadá?!
    Para ajudar os imigrantes que ainda estão no Brasil, a espera de seus documentos, para poderem finalmente alçar novos vôos, é que estamos levando ao Brasil um especialista em economia, former VP do Bank of American e former mayor de Sidney (BC) para palestrar sobre a economia do Canadá, quais os rumos que o país está tomando e como anda o mercado de trabalho hoje em dia.
    Ele também falará sobre resume, diferenças culturais (cross-culture) no comportamento em uma entrevista de emprego, postura, imagem e leis trabalhistas, para que o novo imigrante tenha mais chances de conseguir a oportunidade da primeira experiência de trabalho canadense!
    Lógico que em uma palestra não será possível abordar tudo que um imigrante precisa saber, mas garanto a vocês que quanto mais preparado se está mais chances o imigrante tem de vencer entre tantos que imigram para o Canadá todos os anos (e não são apenas brasileiros)!
    A palestra acontecerá em São Paulo na última semana de Janeiro. Para obter mais informações, mande um post para mim com seu e-mail e de preferência mencionando qual assunto, você como imigrante, gostaria de saber mais antes de chegar ao Canadá!

    Brazil takes off!!!

    A matéria de capa da revista The Economist de 12 de novembro de 2009 deixa claro a visão que a comunidade internacional está tendo do Brasil atual.
    O editorial da revista faz elogios ao desenvolvimento recente do país e diz que as previsões são de que em algum lugar, ainda nesta década, o país deve ocupar o lugar de quinta maior economia mundial, ultrapassando a França e Inglaterra.
    Além disso, Obama elogia nosso presidente dizendo que ""That's my man right here," (que eu entendo como: "Esse é meu camarada" e não: "esse é o cara"(clique aqui para ver o vídeo).
    Para fechar com chave de ouro, Lula é considerado o brasileiro mais confiável, seguido de perto por Willian Bonner (conforme pesquisa da Datafolha realizada em novembro de 2009), e o Homem do Ano 2009 pela Le monde!!!
    O que mais queremos?!?!?
    O que mais queremos para esta década? Teremos a Copa do Mundo (2014) e as Olimpíadas (2016)! Já não estamos felizes?!
    Eu, pessoalmente e honestamente, quero muito mais! Quero um país que realmente cuide de seus cidadãos, que cuide de providenciar uma educação de excelência, com professores bem remunerados, bem preparados e motivados e que isto não custe ao cidadão além do imposto já pago. Gostaria que o acesso ao sistema de saúde fosse mais justo e que os planos de saúde privados fossem apenas uma opção para aqueles que querem um atendimento mais luxuoso em hospitais que mais parecem hotéis! Mas que aqueles que não podem pagar o luxo pudessem ter acesso aos tratamentos mesmo que em hospitais com cara de hospital! Que os médicos pudessem viver dignamente atendendo a rede pública sem a necessidade de plantões desumanos seguidos por meses sem fim!
    Mas o que mais desejo para 2010 é que nós brasileiros aprendessemos a não dar suporte aos que corrompem, as empresas que não pagam seus funcionários em dia ou não garatem seus direitos apenas para lucrar cada vez mais, para pessoas físicas que acham bacana contar que ficaram livres de uma multa por subornar um policial rodoviário ou que conseguiu um serviço público mais rápido por conhecer ´alguém de dentro´. Por mais indignados que ficamos ainda não sabemos como punir essas pessoas excluindo-as do convívio social com os decentes, corretos e honestos.
    Quero um país onde jogar lixo na lixeira seja um ato natural, ajudar e respeitar os mais velhos, pedestres, ciclistas e motociclistas seja considerado legal, que dirigir dentro do limite permitido por lei seja ´cool´ e respeitar a lei do silêncio, não fumar em locais públicos nem dentro dos carros dos não fumantes, conviver harmoniosamente com seus vizinhos, educar os filhos a respeitar as normas de condutas sociais (a tão importante etiqueta que vovó nos ensinou) seja considerado super ´maneiro´.
    E por último, mas não menos importante, quero um país onde o protetor solar seja subsidiado pelos nossos impostos e custe menos de R$ 5,00 o frasco para que realmente possa ser usado diariamente por todos, ajudando a prevenir o câncer de pele que acaba custando muito mais ao governo quando já adquirido!
    Quero muito um país onde pessoas qualificadas, cultas e intelectualizadas, que poderiam fazer muita diferença no Brasil, não precisem imigrar para outros países em busca de uma melhor qualidade de vida e reconhecimento financeiro e profissional!!!